Notícias e Eventos

Out Jazz 2015

Com a chegada do bom tempo, a boa música surge e o mês de Maio marca o retorno do Out Jazz, nos jardins e praças de Lisboa.

É já um ritual, com a chegada de Maio, o Meo Out Jazz Festival anuncia o regresso de bandas e DJs aos vários jardins de Lisboa. Mas a música ao ar livre também vai passar por lugares como as escadarias da Bica ou Praça do Martim Moniz.

Nesta 9ª edição, pela primeira vez, terão lugar três dias de concertos e um DJ set, no Tróia Resort, nos dias 27 de Junho, 25 de Julho e 22 de Agosto. Apesar do nome jazzy, o evento que nasceu em 2006, nem sempre exibe projectos de jazz, como é o caso deste último dia em Tróia, que apresentará o DJ André Henriques e o ambiente de hip-hop de NBC.

Ao todo serão 44 momentos musicais para desfrutar, entre 2 de Maio e 27 de Setembro. Os sábados estão reservados para concertos "mais íntimos", sempre com uma banda e um DJ, a partir de 17 horas, e sempre em diferentes espaços como o Jardim Japonês, em Belém, o Cais das Colunas, Jardim da Graça, Quinta das Conchas, Jardim das Amoreiras, o Miradouro de São Pedro de Alcântara ou as escadarias da Bica. No último sábado de cada mês, o encontro está agendado na Praça Martim Moniz.

Aos domingos, o formato é semelhante, mas num local fixo e com mais comida e bebida. A partir de 17 horas teremos, na maioria dos casos, um projecto de jazz, seguido por um DJ. Em Maio, o evento terá lugar no Jardim da Torre de Belém. Em Junho, o Out Jazz apresenta-se no Parque Tejo, no Parque das Nações e em Julho instala-se no Anfiteatro Keil do Amaral, em Monsanto. Em Agosto, será a vez do Jardim da Estrela e finalmente em Setembro o palco principal será o Jardim da Tapada das Necessidades.

Não perca a oportunidade de participar num evento que em 2014 contou com a presença de mais de 100 mil pessoas.

A entrada, como sempre, é gratuita.

Dias da Música – Luzes, Câmara…Música

Nos dias 24, 25 e 26 de Abril, decorrerá em Belém, no CCB, mais uma edição do festival "Dias da Música" que, este ano, será dedicado ao tema “Luzes, Câmara... Música!".

Segundo Hitchcock "Música, música é o segredo!" Se o mestre o diz, então faz sentido dizer: a Sétima Arte é uma forma de expressão artística que só fica completa quando acompanhada por música.

O festival deste ano servirá para imaginar ou recordar filmes, bandas sonoras serão tocadas, mas também serão ouvidos temas que nos transportam para situações muito diferentes.

A grandiosa história da música será revisitada através dos diversos géneros musicais, do clássico ao jazz, do fado à música latino-americana e também através das magníficas bandas sonoras, do mundo cinematográfico, que se tornaram fenómenos lendários.

Serão três dias de festividades com concertos, workshops, conferências e exibições de filmes, com os melhores artistas (nacionais e internacionais) e com jovens artistas e compositores que, através da sua música, irão levá-lo numa viagem pela história do cinema, tudo comemorado com o habitual ambiente que o festival oferece.

Peixe em Lisboa 2015

O mais emblemático dos festivais gastronómicos portugueses dedicados à gastronomia de mar vai regressar ao Pátio da Galé – Terreiro do Paço, de 9 a 19 de Abril.

O programa da 8ª edição inclui, além da presença de vários dos mais conceituados restaurantes e chefes de cozinha portugueses, convidados internacionais de países como Espanha, França e Brasil.

Do “universo Michelin” chegarão a Lisboa algumas das grandes estrelas da actualidade, que protagonizarão as sempre aguardadas apresentações de cozinha ao vivo no Auditório, este ano instalado novamente em plena Praça do Comércio. Não faltarão debates e workshops sobre gastronomia e cozinha, nem mesmo o popular concurso “O Melhor Pastel de Nata”.

Ao ritmo de 12 horas diárias, uma dezena de restaurantes combinará tradição e contemporaneidade, com propostas gastronómicas exclusivamente de peixes e mariscos do mar português.

Uma panóplia de outros sabores poderá ser provada e adquirida na área do mercado gourmet, com dezenas de expositores com produtos tão variados como conservas, chocolates, doçaria tradicional, azeites, vinhos e até práticos utensílios de cozinha. E para apurar conhecimentos sobre a temática do festival, os peixes e os mariscos, não faltarão aulas de cozinha em que os chefes desafiam os visitantes a aprender dicas e truques culinários.

Descubra aqui a programação detalhada do Peixe em Lisboa 2015.

8 ½ Festa do Cinema Italiano

De 25 de Março a 2 de Abril, Lisboa receberá o maior evento em Portugal dedicado ao cinema e à cultura italiana.

Em 2015, a 8ª edição da Festa do Cinema Italiano regressa ao Cinema São Jorge e à Cinemateca Portuguesa, com mostras das mais interessantes produções italianas.

Este ano e pela primeira vez, o festival é aberto também às séries televisivas e contará com a exibição completa de Gomorra, o novo sucesso da televisão italiana, baseado no best-seller de Roberto Saviano sobre o crime organizado em Nápoles.

Como de costume, em cada edição, haverá também espaço para os consagrados protagonistas do cinema italiano.

Além do cinema, grande parte do programa será dedicado também à música, literatura, cultura e culinária italiana. Mais informação aqui.

Festival Internacional de Dança Contemporânea

De 13 a 29 de Março o CUMPLICIDADES – Festival Internacional de Dança Contemporânea de Lisboa celebra a ligação da dança com a comunidade.

O festival é produzido pela EIRA e tem início no dia 13 pelas 19h00 com “HALE – Estudo para um organismo artificial”, um espectáculo de entrada livre mesmo aqui ao lado, na Estação do Rossio . Neste mesmo dia, pelas 22h, há um concerto do Mário Franco Trio n’O Bom O Mau e O Vilão, onde decorrerá a festa de abertura.

No ano em que se celebra o 50º aniversário da formação do Grupo Gulbenkian de Bailado, o festival vai evocar o tema da memória através de uma programação diversificada, distribuída por vários espaços da cidade, desde a Casa da Imprensa, ao DNA - Escola das Gaivotas, à Culturgest e ao Bar RE.Al. Este último espaço vai ser o ponto de encontro informal do festival e vai acolher a exposição de fotografia “Diálogos para Olga”, da autoria de Susana Paiva.

O programa engloba a estreia da nova criação de Sónia Baptista, espectáculos de Cristina Planas Leitão, Jasmina Križaj e Vania Rovisco, solos de Bruno Alexandre, Pedro Ramos, Lígia Soares e Matthieu Ehrlacher, workshops, palestras, um espectáculo para bebés de Joclécio Azevedo e Teresa Prima, quatro itinerários temáticos, uma instalação/ performance de Pedro Prazeres e a fechar uma mesa redonda sobre investigação e educação da dança em Portugal.
Os “Percursos da Dança” iniciam na Estação Ferroviária do Rossio e são um dos pontos altos deste Festival.

Segundo o programador desta edição, Ezequiel Santos, estes percursos foram organizados “de modo a tornar ainda mais autêntico o contacto com este património, informando os participantes sobre alguns episódios da história da dança ao longo do último século e proporcionando visitas e experiências de observação aos bastidores da criação.”.

O objectivo deste novo festival é que o espectador se sinta parte da comunidade da dança através de uma programação que o permita caminhar por novas histórias de Lisboa, satisfazer a curiosidade sobre um objecto que nunca viu, ouvir os sons da rua sob uma nova perspectiva ou apenas desfrutar de um piquenique na Tapada da Ajuda.

É com esta abordagem que o Cumplicidades espera alicerçar uma nova relação entre dança e espectadores.

Adriana Calcanhotto em Lisboa

No final de Fevereiro e início de Março, Lisboa acolherá três concertos de Adriana Calcanhotto, na Fundação Calouste Gulbenkian.

Com mais de 20 anos de carreira, Adriana Calcanhotto lançou oito álbuns e é um dos nomes incontornáveis da música popular brasileira.

Natural de Porto Alegre tem uma carreira pautada pelo equilíbrio entre a qualidade e a popularidade, estreou-se a tocar nos bares de Porto Alegre em meados dos anos 80 e lançou o primeiro álbum em 1990.

Neste primeiro concerto em Lisboa, no dia 25 de Fevereiro, a compositora Brasileira apresenta-se sozinha com o seu violão em "Olhos de Onda". Um espectáculo que nasceu da canção com o mesmo título e, tomando por mote a língua Portuguesa e o mar, durante o qual, os poetas e os repertórios que interagem com a música podem mudar, resultando num concerto em constante mudança.

No dia 1 de Março, Calcanhotto junta-se ao maestro Rui Pinheiro e à Orquestra Gulbenkian em dois concertos no mesmo dia. "Pedro e o Lobo", de Prokofiev, e canções Partimpim, o heterónimo usado pela cantora, são temas abordados neste espectáculo, incluído no ciclo de concertos de domingo.

A não perder!

Fado no Coliseu

Visitar Lisboa e não ouvir Fado, é como ir Roma e não ver o Papa!

Não fique tão chocado, esta é a verdade, não há desculpa e é tão simples, basta tirar uma noite para passear pelo Bairro Alto ou por Alfama e entrar numa das muitas Casas de Fado e ouvir algo que não consegue ouvir noutro lugar, sem esquecer que é um componente importante da cultura Portuguesa.

Património Cultural Imaterial da Humanidade desde 2011, o Fado assiste agora à chegada de novos cantores, dando-lhe um novo impulso e aproximando-o das gerações mais jovens.

Gisela João é um desses casos, actuará no Coliseu no dia 31 de Janeiro, reconhecida como uma das artistas mais importantes do panorama musical Português, com os inúmeros fãs a esgotarem todos os seus concertos.

Não há tempo a perder, reserve já o seu bilhete para um dos maiores espectáculos da temporada.

Concurso #palacelisbon

Há um novo motivo para visitar Lisboa e o Hotel Avenida Palace. Hoje começa o concurso #palacelisbon.



É proposto ao Cliente tirar uma selfie numa das nossas áreas comuns e partilhá-la no Instagram ou Twitter usando #palacelisbon ou no Facebook na página do evento.

O concurso decorrerá entre 15 de Janeiro e 15 de Fevereiro e o prémio será, imagine só, uma noite de estadia gratuita no Avenida Palace, a ser usado durante o corrente ano.

A Administração do hotel fará a selecção, tendo em consideração critérios como criatividade, originalidade e o local escolhido.

Visite-nos, participe no nosso primeiro concurso e ganhe o "bilhete" para o seu regresso.

Consulte aqui o regulamento.

Harlem Gospel Choir em Lisboa

Dias 9 e 10 de Dezembro, em Centro Cultural de Belém

O melhor do Gospel está em Lisboa, mostrando mais uma vez a variedade de eventos que Lisboa que tem para oferecer a todos aqueles que nos visitam nesta época natalícia.

O Harlem Gospel Choir visita Lisboa pela 6ª vez, apresentando-nos algumas das mais famosas canções do mundo capazes de unir toda a família, proporcionando ao seu público um Natal místico, festivo e tipicamente português. O Harlem Gospel Choir, talvez o grupo de gospel contemporâneo mais famoso do mundo, promete uma noite inesquecível numa viagem pelos maiores sucessos da sua afamada carreira

Vodafone Mexefest

Nos dias 28 e 29 de Novembro a Avenida da Liberdade vai abanar Lisboa com música de todos os tipos.

O Vodafone Mexefest está de volta com sua edição de 2014, e este ano com quatro novos espaços.

Palácio Foz e Garagem Epal são os espaços que receberão o festival pela primeira vez, por outro lado Ritz Clube e Starbucks estão de regresso ao programa.

Mas serão inúmeros os locais que vão receber o festival na Avenida Liberdade e seus arredores, lugares que vão encher-se ao som da melhor música dos mais variados géneros. A lista de artistas já está completa e confirma a diversidade artística do festival e acima de tudo a qualidade consistente das estrelas no festival: St. Vincent, Perfume Genius, Sharon Van Etten, tUnE-yArDs, Wild Beasts, Clã & Convidados e Capicua.

Descubra aqui o cartaz completo.

Portas Abertas

Para celebrar os 50 anos do Coro Gulbenkian nos próximo dia 9 de Novembro as portas da Fundação Calouste Gulbenkain estarão literalmente abertas ao público.

Um dia em cheio que permitirá o acesso de todos aqueles que pretendam participar, a um conjunto de actividades e espectáculos.

O programa inclui oficinas de canto, acesso a ensaios, documentários e concertos num dia que terminará com a projecção do filme ”Les Choriste” .

Veja aqui o programa detalhado.

LICE - Lisbon International Contemporary Exhibition

A segunda edição de LICE (Lisbon International Contemporary Exhibition) já chegou.

De 4 a 18 de Outubro, o Espaço Chiado em Lisboa, exibe uma vez mais obras de artistas de todo o mundo.

A organização explica este evento como uma necessidade que Lisboa tem para receber de forma mais regular arte de todo o mundo, concedendo assim ao público acesso gratuito às mesmas.

Nesta edição a organização estabeleceu várias parcerias internacionais, uma delas com o mercado latino-americano, que terá um representante em Lisboa da Miami Art Scene, durante o evento, a fim de estabelecer contacto com os artistas desta exposição e também para conhecer o mercado da arte contemporânea portuguesa.

Como destaque nesta edição estão nomes como: Angela Piedade, A. Sinai, Jaime Prates e Nathalie Gromicho de Portugal, Elechi Todd, de Trinidad e Tobago, Emmanuel Vazquez, Luis Buitrón, Marcelo Espinosa e Norma de la Rosa do México, Laura Colantoni de Dubai, Lorena Mahot de Frnce, Txemi Novo da Espanha e Zoli Herczeg da Hungria.

Dia Mundial da Música

O Dia Mundial da Música, comemora-se anualmente a 1 de Outubro, data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.

O objectivo deste dia é promover a arte musical em todos os sectores da sociedade e a divulgação da diversidade musical.

Neste dia procura-se também aplicar os ideais da UNESCO, como a paz e amizade entre as pessoas, evolução das culturas e troca de experiências.

Vários eventos decorrerão em todo o país incluindo no Hotel Avenida Palace.

Nesta data especial, o Avenida Palace oferecerá aos seus clientes um recital de piano por João Romeiras, com o seguinte alinhamento:

J. S. Bach
Inventions two voices in C major

L. V. Beethoven
Sonata, Op. 26 – 1st Movement
Sonata, Op. 49
Bagatela, Op.33, No. 2

J. Haydn
Selection “Little Minuets”

F. Chopin
Prélude Op. 28, No. 4 and No. 7
Sonata Op. 58

Festival Caixa Alfama

O Festival Caixa Alfama, regressa para sua 2ª edição, nas noites de 19 e 20 de Setembro e em 10 espaços diferentes. Com mais de 40 cantores de diversas gerações, que actualmente melhor representam e interpretam o Fado, elemento genuíno e condutor da cultura e identidade Portuguesa.

Os concertos são distribuídos pelos seguintes espaços: Palco Caixa, Museu do Fado, Largo de Alcarias, Igreja São Miguel, Sociedade Boa União, Fonte do Poeta, Grupo Sportivo Adicense, Centro Cultural Dr. Magalhães Lima, Igreja Santo Estevão.
O Festival Alfama Caixa foi projectado com o objectivo de atingir todos os públicos, os apreciadores de Fado, aqueles que o querem conhecer, ou os que vieram recentemente a descobrir. O Alfama Caixa promove a interacção, procurando um público participativo e que leve vida às ruas da Alfama.
E assim, as noites de 19 e 20 ficarão na memória de todos os que assistam concertos e reforçará o porquê de em 2011, o Fado ter sido elevado à categoria de Património Cultural e Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

"Perdi o coração em Lisboa"

“Perdi o coração em Lisboa” é o título do novo espetáculo multimédia, projectado na fachada poente da Praça do Comércio, entre os dias 30 de Agosto e 8 de Setembro.

Com sessões diárias às 22, 23 e 24h, este evento incorpora uma projeção de vídeomapping em 3D e um jogo de luzes e som nunca antes visto nesta capital. O espéctaculo apela a uma viagem pela cidade de Lisboa, explorando a sua beleza e a sua multiplicidade das culturas, línguas e sonoridades.
O público também é convidado a partilhar as fotos desta experiência única através da utilização hashtag #perdiocoracaoemlisboa e do QR code disponível no local. Algumas das fotos postadas serão projetadas nos intervalos do espectáculo.
Escrito por Oskar & Gaspar e com música de BeaTbombers (DJ Ride & Stereossauro), " Perdi o coração em Lisboa" terá a participação de artistas convidados como Alexandro Farto aka Vhils, Tamara Alves e Miguel Gennaro (+ -).
Este evento é uma iniciativa da Associação de Turismo de Lisboa, em parceria com a EGEAC e a Câmara Municipal de Lisboa.

De 30 de Agosto a 8 de Setembro, no Terreiro do Paço, às 22h00, 23h00 e 24h00.
Duração: 15 minutos.
Entrada Livre.

112º Aniversário do Elevador de Santa Justa

O Elevador do Carmo ou, como desde muito cedo se tornou conhecido, de Santa Justa, assinala hoje, dia 10 de Julho, o 112.º aniversário da sua inauguração.

Ex-libris da Baixa lisboeta, este elevador, hoje propriedade da CARRIS, foi projectado pelo Eng.º Raul Mesnier de Ponsard e era então propriedade de uma empresa propositadamente criada para a sua construção e exploração, a Empresa do Elevador do Carmo.

Os trabalhos de construção tiveram início em 1900, com a remoção de terras nas escadinhas de Santa Justa e o seu momento mais marcante teve lugar no dia 31 de Agosto de 1901, quando, por sistema de alavanca, em poucas horas, foi feito o lançamento do passadiço, destinado a estabelecer, sobre a Rua do Carmo, ligação entre o topo do Elevador e o Largo daquele nome. Em 1907 procedeu-se à electrificação do sistema.

Em Fevereiro de 2002, foi classificado como Monumento Nacional.

Assinalando os 112 anos do Elevador de Sta. Justa, a CARRIS irá desenvolver um conjunto de iniciativas que passarão pelas redes sociais e actuações no local.

Fonte: Opção Turismo

Portugal foi considerado pela Condé Nast Traveller um dos melhores destinos de Surf

Embora Lisboa não seja conhecida como um destino de Verão, está muito perto de algumas das melhores praias da Europa. Um artigo, na edição online espanhola da Condé Nast Traveller, afirma que Portugal tem cerca de metade das 19 melhores praias da Europa.

Com o título "As melhores praias da Europa para o Surf", o artigo faz referência a algumas das praias mais famosas em Portugal.

Começando por Sagres que é considerado um dos melhores locais para a prática de surf, passando por Peniche “um paraíso surfista”, pela Praia do Guincho, Praia de Santa Cruz e acabando na Ericeira, que foi declarada reserva mundial do Surf e onde, de acordo com o autor, abundam os cheiros e os sabores a mar.
Porque não aproveitar este Verão para um tour pelas praias portuguesas do Surf? Fica lançado o desafio!


Noites de Verão no Museu do Chiado

Lisboa volta a mostrar o seu dinamismo cultural. A oferta além de extensa é original, provando que o Verão também é Cultura!

O Museu do Chiado volta a receber o ciclo Noites de Verão. Serão nove concertos, todas as sextas-feiras, até ao mês de Setembro, conforme anunciou a organização.

O festival, que este ano se realiza pela quinta vez, contará com artistas como Lau Nau, Mdou Moctar, Josephine Foster, Ghédalia Tazartès, Norberto Lobo & João Lobo, Timespine, Tropa Macaca e Kimi Djabaté, combinando a presença portuguesa com músicos estrangeiros.

A associação cultural Filho Único, que organiza o evento, considera que o sucesso verificado nas edições anteriores faz de Noites de Verão uma «proposta incontornável do calendário estival da música ao vivo», levando vida ao centro de Lisboa.

A entrada é gratuita.

Marchas Populares

A cada ano, em Junho, Lisboa desabrocha.
Acorda do sono das estações mais frias e, ainda em Maio, prepara-se para receber o mês que a celebra. Pela cidade nascem festejos, multiplicam-se os manjericos e as ruas enfeitam-se com arcos e balões. Lisboa das Sete Colinas, cidade quente que respira ares mediterrânicos e atlânticos.

No seu eterno abraço ao Tejo dá-nos o cheiro da maresia e a imagem das traineiras de outros tempos, guardadas por bandos de gaivotas. 

Junho é também o mês que instituiu, nos moldes em que a conhecemos, a tradição moderna mais inscrita na história de Lisboa: as Marchas Populares.
Desde 1932, com vários interregnos, a cidade serve de palco às Marchas Populares e a todo o bulício que, ano após ano, elas criam em seu redor.
Se as Marchas Populares foram uma tradição que se ergueu pela mão de Leitão de Barros, durante os anos 30, na verdade, elas têm origem nas festas Juninas, nas celebrações medievais do Solstício de Verão e nas festas religiosas que celebravam o Santo António, São João e São Pedro. Estas festividades encontram assim a sua génese num território que se situa entre o sagrado e o profano.
Conhecemos-lhes também como antepassados as “marchas ao flambó” ou “ao filambó”, que derivaram das francesasitálico e retirar aspas. Estas não eram mais que desfiles nocturnos que aconteciam durante as celebrações dos Santos de Junho, e que utilizavam archotes ou balões com fogo para iluminar as ruas.As Marchas são um bom exemplo de uma tradição urbana, ancorada nos bairros da cidade ao longo de várias gerações. Desde a sua existência ajudaram a construir pontes entre gerações e a alimentar laços de fraternidade, aproximando participantes e bairros.
Fomentam a cada ano o sentimento de pertença dos seus marchantes aos bairros que representam.
Inscritas nas raízes distantes desta cidade milenar, as Marchas Populares de Lisboa descem todos os anos à Avenida da Liberdade, num desfile que espelha o trabalho dedicado e intenso das colectividades e dos Bairros Populares da cidade. Este ano, a temática do cortejo das Marchas Populares é dedicada à celebração dos 400 anos decorridos sobre a publicação de Peregrinação de Fernão Mendes Pinto. O desfile continua a ser um bom exemplo de camaradagem e humanidade, valores universais e intemporais que continuam actuais no espírito que define as Festas de Lisboa

Dia Internacional dos Museus

Visitas, concertos, ateliês e encenações vão assinalar data um pouco por todo o país.Cerca de 450 iniciativas gratuitas, numa centena de museus e palácios em todo o país, vão decorrer no sábado e no domingo, Dia Internacional dos Museus, com visitas a exposições, concertos, ateliês e encenações.

O Dia Internacional dos Museus, que se celebra a 18 de Maio, vai destacar este ano o potencial destes espaços para criar ligações entre visitantes, gerações e culturas. “Museus: as coleções criam conexões” é o tema proposto pelo Conselho Internacional de Museus (sigla ICOM, em inglês) para as comemorações desta data, que a entidade instituiu em 1997 com o objetivo de reforçar os laços dos museus com a sociedade.
Este ano, a Noite Europeia dos Museus, iniciativa lançada em 2005, em França, e à qual Portugal também aderiu, vai acontecer a 17 de Maio (sábado) com vários eventos culturais fora das horas habituais de funcionamento.
Em Portugal, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), entidade que tutela museus, palácios e monumentos nacionais, organiza centenas de atividades em parceria com outras entidades municipais e privadas para assinalar a data.
Os museus e palácios da DGPC estarão abertos gratuitamente a partir das 18h00 de sábado, Noite Europeia dos Museus, e durante todo o dia de domingo, 18 de Maio, Dia Internacional dos Museus.
Nos monumentos tutelados pela DGPC haverá acesso gratuito às atividades específicas do Dia Internacional dos Museus.
No Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, está prevista a apresentação de uma peça de teatro infantil de sombras chinesas, no domingo, às 14h00, 15h00, 16h00 e 17h00, e também se realizarão passeios de charabã e charrete, entre aquele museu e o Mosteiro dos Jerónimos, entre as 14h00 e as 17h00.
Também na capital, o Museu Nacional de Arte Antiga, irá abrir ao público, no sábado, a exposição “Os Saboias. Reis e Mecenas (Turim, 1730-1750)”, com uma panóplia de peças do estilo Rococó italiano.

Fonte: Sapo

25 DE ABRIL, 40 ANOS
Lisboa comemora a revolução

Para quem o viveu, o dia 25 de abril de 1974 foi único, irrepetível. O futuro nascia ali, carregado de promessas e possibilidades. Lisboa esteve no epicentro dos acontecimentos. À cidade afluíram milhares de pessoas que queriam ver, participar. A Televisão e os jornais captaram e difundiram imagens que hoje são relembradas com nostalgia e também com simpatia pelo entusiasmo coletivo, quase pueril.

40 Anos depois Lisboa volta a ser o epicentro, desta vez da memória desse dia. A Câmara Municipal de Lisboa (CML) e a EGEAC, juntamente com outros organismos e associações, tais como a Assembleia da República e a Fundação José Saramago, apresentam durante o mês de abril um vasto programa de comemorações que inclui concertos, exposições, visitas guiadas, teatro, instalações, intervenções de arte urbana e até um piquenique. Para que a festa que se viveu então seja devolvida às ruas da cidade. Veja aqui sugestões de programação. Fonte agendalx

“Peixe em Lisboa” de volta ao Terreiro do Paço

O Terreiro do Paço irá acolher a 7ª edição do festival de peixe e marisco, a decorrer entre os dias 3 e 13 de Abril, no Pátio da Galé.
Este ano, o festival regressa com chefs de Portugal, Espanha, Itália e Brasil e desta vez, com um auditório exterior e mais lugares sentados na zona dos restaurantes.
Os chefs estrangeiros convidados vêm desta vez de Itália, Espanha e Brasil: são eles Moreno Cedroni, do Madonnina del Pescatore, em Ancona (duas estrelas Michelin), Josean Alija, do Nerua, que funciona no Museu Guggenheim, em Bilbau (uma estrela Michelin), e Thiago Castanho, que vem de Belém do Pará, onde tem os restaurantes Remanso do Peixe e Remanso do Bosque.
Neste evento, os restaurantes, chefes de cozinha, aulas culinárias e o mercado gourmet são a base da iniciativa que enaltece os peixes e mariscos da costa portuguesa, conjugando-os com a criatividade dos profissionais convidados.
Diariamente, os visitantes poderão aprender dicas e truques culinários com chefes, em divertidas aulas de cozinha.

Prémio Travelers’ Choice 2014

Esta é a primeira vez que o Hotel Avenida Palace é galardoado com o prémio do TripAdvisor “Travelers’ Choice”.
Os vencedores deste prémio são escolhidos com base nas opiniões e avaliações atribuídas pelos milhões de viajantes do TripAdvisor, em todo o mundo.
“Estamos muito entusiasmados por distinguir os melhores hotéis do mundo, com base na opinião daqueles que os conhecem melhor – os milhões de viajantes de todo o mundo, que acedem ao TripAdvisor para partilhar as suas experiências”, declarou Barbara Messing, Directora de Marketing do TripAdvisor.
Por este prémio gostaríamos de agradecer a todos os clientes que despenderam do seu tempo para partilhar a sua opinião. As suas críticas, positivas e negativas, ajudam-nos a crescer, a melhorar e, incentivam-nos a trabalhar com maior dedicação para proporcionar aos nossos clientes o melhor serviço possível. Sabemos que é impossível agradar a todos, mas fazemos questão de continuar a tentar...
Obrigado a todos!

VeriSign Secured, McAfee Secure, W3C CSS compliant